Especial de aniversário: Melhores momentos de Boruto

Hoje, 27 de março, é aniversário do nosso querido Boruto Uzumaki!

Para fazer jus à importância deste dia, nós, da Boruto Explorer, pensamos em preparar uma matéria com a participação do fandom, para que todos pudessem prestar sua homenagem.

Então, pedimos que vocês nos contassem no Twitter seus momentos favoritos do protagonista. Foi difícil selecionar somente alguns, mas conseguimos!

Confiram agora um conteúdo repleto de nostalgia (e talvez algumas lágrimas), para relembrarmos e celebrarmos juntos os momentos mais marcantes do aniversariante até agora.

Relacionamento com o pai

Como todos sabem, o relacionamento do protagonista com o pai, Naruto Uzumaki, Nanadaime Hokage de Konohagakure no Sato, não era dos melhores no início da obra.

Boruto, que ainda não entendia completamente a relevância do trabalho de Hokage do pai, era frustrado sobre a ausência de Naruto em casa, que ficava muito tempo no escritório do Hokage, por muitas vezes até dormia por lá. Infeliz, Boruto acabou se afastando do pai.

O garoto era muito carente da atenção de Naruto – ele queria ser conhecido, reconhecido por este. Isso é muito bem demonstrado de uma forma doce e singela no Arco do Exame Chunin, quando, após parabenizado e incentivado pessoalmente pelo pai por seu desempenho na última prova, Boruto se emociona e se joga na cama, sacudindo os pés no ar – vimos uma alegria genuína com aquele simples acontecimento; para ele, significou muito. 

No entanto, quando Momoshiki invade Konoha e Boruto vê seu pai em ação e disposto a morrer para salvar a todos – inclusive, chega a pensar que o perdeu -, ele finalmente entende o verdadeiro tamanho do poder e da profundidade do papel de seu pai para a vila. 

Então, junto de seu pai, com o Chō Uzumaki Rasengan (Super Rasengan Uzumaki), Boruto derrota Momoshiki, e ele e Naruto finalmente se entendem – Boruto compreende finalmente os sacrifícios do pai e quer conhecer mais da sua história.

Mais a frente, no Arco da Viagem do Tempo, Boruto tem a oportunidade de conhecer melhor Naruto. Ele convive alguns dias com este ainda criança e vê a realidade solitária e opressora do pai na época, que mesmo assim tinha um grande, determinado e bondoso coração. 

Ele tem contato com Naruto inconsciente sob o manto da Kyuubi, e transmite-lhe lindas palavras de fé, conseguindo alcançá-lo. Juntos, derrotam Urashiki com um Ōdama Rasengan (Grande Esfera Rasengan) combinado.

Ao final, Boruto e Naruto se entenderam, se adaptaram; conversaram, comeram ramen juntos. O lindo relacionamento de pai e filho anterior, voltou e hoje passa muito bem. 

Amamos esses dois, não é mesmo?! 

Irmandade 

Boruto definitivamente aprendeu muito bem com seu pai a importância da amizade. Ele cresceu cercado de amigos e sempre fez de tudo por eles, mas no decorrer da obra, o protagonista criou laços mais profundos com o Time 7 e Kawaki.

Com o Time 7, foi algo que surgiu naturalmente e é interessante acompanhar como a relação evoluiu conforme os personagens amadureceram. Um bom exemplo disso é a amizade entre Boruto e Mitsuki. Enquanto o filho de Orochimaru idolatrava o amigo, este pouco fazia para tentar entender seus pensamentos e sentimentos. Mas tudo mudou no “Arco de desaparecimento de Mitsuki”, quando Boruto reconhece as aflições do amigo e diz que quer conhecê-lo realmente.

A parceria com Sarada Uchiha é mais do que esperada, já que ela é filha dos melhores amigos de Naruto, mas eles já provaram que não querem viver à sombra dos nomes dos pais poderosos. Uma cena que representa a garra e a união desses dois (e que foi muito pedida por vocês) é quando o Time 7 está no Monumento dos Hokages e Boruto apoia o sonho de Sarada se tornar Hokage e promete que será seu braço direito e fará de tudo para protegê-la.

Mas o momento em que o Boruto realmente brilhou foi na batalha contra Deepa, na qual ele fez de tudo para proteger seus amigos, sem se importar com a possibilidade de perder o braço. Ele fez duas vezes o poderoso e perigoso Rasengan de Alta Compressão e com a ajuda de todo o Time 7 conseguiu vencer o adversário.

Com Kawaki a história foi diferente, a convivência começou forçada e evoluiu aos poucos. Por serem receptáculos, eles compartilham sentimentos que são inimagináveis para os outros personagens, além disso, possuem o mesmo grande objetivo de acabar com a Organização Kara. Tudo isso, somado ao fato de Kawaki morar com a família Uzumaki, fez com que eles se aproximassem muuuito, ao ponto de se considerarem irmãos.

Boruto segue o legado que Naruto ensinou a todos os fãs da obra: seja gentil, dê uma chance para as pessoas e conserve as boas amizades.

A felicidade só é real quando compartilhada

Henry Thoreau

Potencial ninja

Não há dúvidas: Boruto é um garoto muito inteligente e forte – de grande potencial ninja. 

Em alguns anos como Genin, ele desempenhou três novas modalidades do Rasengan criado pelo Yondaime Hokage, e utilizado na atualidade principalmente por seu pai, o Nanadaime. 

Ao receber de Sasuke Uchiha a tarefa de conseguir realizar um Rasengan como condição para que este se tornasse o seu mestre, Boruto treinou duro, como nunca antes, até desgastar as suas roupas (pela primeira vez!), e acabou criando sem querer – e sem perceber, de início – uma nova versão do jutsu: o Kieru Rasengan (Rasengan “desaparecedor”), transformação de natureza Raiton, que possibilita ataques surpresa. 

Sasuke, tendo percebido a criação do ninja, conta a este e a seu pai o feito, que ficam impressionados, e Boruto o utiliza em Momoshiki, acabando por ser muito útil naquele momento.

Tempos a frente, ao sentir-se frustrado por perceber-se muito fraco diante de Deepa, membro da Organização Kara, após mais uma luta perdida, Boruto pede que Kakashi Hatake, o Rokudaime Hokage, o treine. Boruto, mais uma vez, o faz duramente, e acaba por realizar o Fuuton Rasengan (Rasengan Estilo Vento), de poder destrutivo superior. Impressionado, Kakashi mentalmente compara a genialidade de Boruto à do Yondaime, Minato Namikaze, avô do garoto.

Pouco depois, ao refletir sobre a natureza do material da armadura de Deepa, Boruto cria durante o seu treinamento com o apoio de Shikadai, o chamado Asshuku Rasengan (Rasengan de Alta Compressão), comprimido e condensado ao limite, de forte poder penetrativo. 

Com este, Boruto derrota Shojoji (líder da gangue Mujina) – que contava com uma barreira forte capaz de repelir ataques físicos – em uma luta preparada por Kakashi como parte de seu treino, e surpreende novamente o Rokudaime.

Posteriormente, com essa técnica em sua versão ampliada – o Chōkō Asshuku Rasengan (Super Rasengan de Alta Compressão) –, Boruto, junto do Time 7, finalmente derrota Deepa no laboratório de Victor, após minutos de combate sem êxito. O jutsu rompe a armadura super resistente do vilão, atingindo diretamente o seu corpo e levando-o a derrota.

O menino manda muito bem!

Caminho ninja

A construção do nindō (caminho ninja) de Boruto pode ser vista como uma relação de amor e ódio. Diferente da geração de Naruto Uzumaki, que vivia em tempos de guerra, Boruto conta com as facilidades do mundo moderno e tem a chance de escolher o que fazer da vida de uma forma mais flexível.

Com uma rebeldia normal para a idade, Boruto num primeiro momento decide que ser um ninja talvez não seja o melhor caminho, pois sua motivação para se tornar um genin era apenas passar mais tempo com os amigos e ficar poderoso o suficiente para enfrentar seu pai. Para o garoto que ainda não conhecia muito do mundo, ser shinobi parecia algo tosco e sem valor.

Mas tudo muda quando Naruto é raptado por Momoshiki e Boruto percebe o caos que a vila se torna sem o seu pilar protetor, o Hokage. Ao receber o reconhecimento e apoio de seu mestre, Sasuke Uchiha, mesmo após ter decepcionado a todos durante o exame Chunin, Boruto compreende que o papel de um ninja é proteger aqueles que ama e decide salvar seu pai. Numa cena tocante, onde se misturam a determinação que herdou de Naruto e a força que tem aprendido com Sasuke, Boruto se torna um Ninja e parte para proteger aqueles com quem se importa.

Além disso, durante o ataque do Ootsutsuki, Boruto percebe que o seu lar pacífico ainda pode encontrar desafios maiores e traça seu caminho: ele não quer “apenas” seguir os passos de seu pai e ser um Sol protetor que ilumina a todos. Embora agora entenda e admire o papel do Hokage, o protagonista decide seguir seu mestre, Sasuke Uchiha, que mesmo por entre as sombras está sempre apoiando o pilar de Konoha e mantendo todos a salvo, fazendo arder dentro de si a Vontade do Fogo passada por muitas gerações de ninjas dentro da vila.

No decorrer da obra, a trajetória de Boruto como um ninja evolui, e seu nindō ganha camadas mais profundas. A partir do momento que os habitantes da vila passam a ter um alto grau de importância em sua vida, ele teme colocar a segurança de todos em risco com o Karma e os dados de Momoshiki. Por entender a aflição de seu pupilo – o que demonstra uma profunda conexão entre mestre e aluno – Sasuke promete que ele mesmo irá pará-lo caso Boruto perca o controle de seu corpo.

O que muitos não esperavam, é que Boruto já se encontra totalmente entregue à vontade de manter todos à salvo, nem que para isso ele tenha que se sacrificar. Ao perceber que Isshiki o tinha como importante peça de suas ambições, Boruto não hesitou em frustrar os planos do inimigo, colocando a própria vida em jogo para o bem maior.

Quem diria que este seria o futuro do garotinho que não queria ser ninja?

Majin Lu – @LucileneGirondi. Todos os diretos reservados


Até o momento, Boruto já cresceu bastante como pessoa e ninja. Acompanhamos mudanças relevantes do nosso menino, cuja trajetória já se mostrou interessante e cheia de surpresas. O que mais vem por aí? Estamos ansiosos! 


Esperamos que tenham gostado tanto quanto nós. Até a próxima,
‘ttebasa!

NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.