Sakura Hiden: Contemplações de Amor na Brisa de Primavera No Brasil – O que esperar dessa novel?

Em 2020, apesar do ano conturbado devido a nosso período delicado, tivemos pelo menos uma boa notícia dentro da comunidade brasileira de Naruto: o lançamento de Kakashi Hiden e Shikamaru Hiden no Brasil.

Para quem ainda desconhece a cronologia das novels, ou, que não sabe quantas delas já foram adaptadas para o anime, recomendamos lerem as seguintes matérias abaixo:

LEIA TAMBÉM

Exatamente hoje, dia 26 de janeiro de 2021, a Panini realizou uma live no Instagram, onde anunciaram oficialmente o lançamento de Sakura Hiden no Brasil em meados de Abril desse ano.

Bom, primeiramente, vamos recordar que a série Hiden possuí no total 6 novels, sendo elas (em ordem cronológica):

Vale lembrar que as novels “Itachi Shinden: Luz Resplandescente” e “Itachi Shinden: Noite Sombria” vem muitos anos antes da início do mangá (capítulo 1). The Last está entre “Shikamaru Hiden” e “Sakura Hiden“, portanto, se ignorarmos Itachi Shinden (volume 1 e 2), poderia agora a Panini lançar as novels em ordem cronológica? Vamos torcer! Mas agora… o que se esperar de Sakura Hiden?

REVIEW DE SAKURA HIDEN

A novel Sakura Hiden se passa aproximadamente 2 anos e meio após o término da Quarta Guerra Mundial Ninja (após o capítulo 700 de Naruto). E na novel, temos um grande foco na personagem principal da trama – com seus grandes feitos como mulher e como kunoichi. 

Por trás de toda trama que a personagem enfrentará, temos Kido, principal vilão da história. O personagem é um homem ranzinza e fissurado por dinheiro – um ex-membro da antiga Raíz (subdivisão da Anbu, formado por Danzo Shimura). Na trama, Kido está completamente descontente com a falta de verba para a força militar de Konoha, enquanto vê um orçamento sendo aplicado no Hospital de Terapia Infantil recém implantado em Konoha por Sakura Haruno (com a ajuda de Ino Yamanaka). 

Ao perceber que a verba que ele tanto queria não viria, o mesmo começa a orquestrar ataques ao redor do País do Fogo, a fim de mostrar para o atual Hokage e o Daimyo do País do Fogo que ainda é preciso investir dinheiro na força militar. De uma maneira desesperada, e sempre focado no dinheiro, Kido ainda, conseguiu o DNA de Sasuke Uchiha com amostras de seu cabelo (provavelmente, conseguido no Vale do Fim), com o objetivo de replicar o Sharingan em qualquer pessoa, e também, conseguiu o DNA de Naruto Uzumaki, que através de pílulas de chakra, se conseguiu imitar a força da Raposa de Nove Caudas, com um manto de chakra que imita a Kurama (não com a mesma força, mas similar). 

Para que todos os seus planos ocorressem da maneira como queria, Kido está disposto a matar qualquer pessoa que entrar em seu caminho. 

Com as investigações dos últimos ataques comandadas por Kakashi, como o Sexto Hokage, Kido precisa bolar estratégias para continuar com seu plano de dominar o mercado bélico mundial. 

Em algum momento da trama, o vilão percebe que o DNA de Sasuke Uchiha não é o suficiente, e revoltado pelo mesmo não estar dando a devida atenção aos ataques a seu país Natal, Kido resolve jogar baixo:

Sequestrar Sakura Haruno – com o objetivo de atrair Sasuke a uma emboscada. 

Logicamente, o plano não dá certo, pois a Cerejeira e Ninja Médica mais respeitada do mundo ninja trava uma luta mortal contra Kido, que no fim, não realiza seu maior desejo: ter poder e dinheiro.

Mal sabia o vilão que após sua derrota contra Sakura, chamas negras que não se apagam estavam destruindo todo o seu esconderijo, assim como impedindo que seus subordinados fugissem. 

Sasuke Uchiha havia aparecido, mas tão logo desapareceu – no momento que percebeu que a colega do Time 7 havia resolvido-se sozinha. 

COMO COMPRAR?

 COMPRE NAS LOJAS OFICIAIS! 

ESCOLHA UMA DAS LOJAS. CLIQUE E COMPRE!
NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.