EXPLORER ENTREVISTA: BRUNO BANDEIRA

Um dos nomes fortes no youtube que fala de One Piece, carioca de sotaque marcante que, nas horas vagas, assiste pela primeira vez em sua vida Naruto, sabem de quem estamos falando né? Sim, Bruno Bandeira, nosso mais novo entrevistado aqui na Sala do Hokage!

Redação: One Piece é um anime/mangá com quase mil capítulos e continua fazendo um sucesso gigante e conquistando casa vez mais fãs. Apesar disso, recentemente surgiram alguns rumores que a saga está chegando ao fim. O que você acha sobre isso?

A sensação que eu sinto sempre que ouço uma notícia como essa é a de frio na barriga. Uma leve ansiedade tanto pro bem quanto pro mal, afinal é uma história que eu comecei a acompanhar há quase 10 anos, e vem sendo o carro-chefe do canal desde então. Mas o que me deixa tranquilo é saber que, por mais que o autor pretenda finalizar a obra em 4 ou 5 anos, a previsão INICIAL era que o mangá também terminasse em 5 anos, e cá estamos 20 anos depois. Oda certamente não é muito bom quanto às próprias previsões e já houve outros exemplos disso. Então acredito que se a previsão for de 5 anos, pode anotar que serão pelo menos 7.

Em sua opinião, ainda tem muita história para desenvolver ou a produção precisa saber a hora de parar?

One Piece, desde o capítulo 1, apresenta um objetivo muito claro: Luffy quer ser o Rei dos Piratas. Essa premissa permanece até hoje. Portanto, por mais que seja uma história quilométrica, o autor consegue encorpar a obra sem que esse objetivo final mude, ou seja atingido e depois postergado, essa é uma das maiores qualidades de One Piece para mim.

No arco atual do mangá, é possível que vejamos a queda de 2 imperadores simultaneamente! Isso certamente vai direcionar o mangá para o seu arco final, como já mencionado em notícias antes. Ou seja, entraremos num cenário onde o conflito com a Marinha/Governo Mundial, e o possível vilão final Barba Negra, finalmente virão com tudo, e ainda o possível envolvimento de último imperador Shanks, e Monkey D. Dragon, líder do exército revolucionário. Luffy estará próximo de descobrir a localização da última ilha, Laugh Tale, e de se tornar o Rei dos Piratas. Ou seja, o fim do arco de Wano será o ponto de virada para os grandes eventos finais da obra.

Imagem cedida por Bruno Brandeira à Boruto Explorer. Todos os direitos reservados.

Apesar de acompanhar vários animes/mangás, você começou a assistir Naruto apenas agora. Por que você demorou tanto tempo? E o que está achando?

Acho que quando Naruto começou a fazer sucesso na TV aberta, eu estava no lugar errado e na hora errada. Quando criança, e ainda na adolescência, eu consumia MUITO desenho animado, então seria muito difícil eu ter assistido e não ter gostado. Como o anime se popularizou nessa época e devido ao consumo de desenhos se configurar de forma passiva, já que o acesso à internet ainda era limitado, assim como vários outros desenhos ocidentais eu não tive a oportunidade de ver, seja por não ter ido ao cinema, ganhado um DVD, ou simplesmente não ter visto na TV, aconteceu também com Naruto.

Anos depois, quando mergulhei de cabeça no mundo dos animes, sofri de um mal chamado TARDISMO, sim, virei um Piecetard ferrenho. Isso fechou meus olhos pra qualquer outra obra que eu pudesse ter tido a experiência de ver na época. Pensando agora, seria muito bom ter acompanhado Naruto e Bleach na época, o canal certamente teria crescido bem mais. Mas chegou o momento de finalmente assistir, e por enquanto estou gostando sim! Assisti até o final do arco do Zabuza, e que final emocionante. Humanizaram o homem, de fato.

Se você pudesse escolher, qual seria o seu poder e sua alcunha em One Piece?

Como eu moro no Rio de Janeiro, o medo de ser assaltado é frequente quando se sai de casa, portanto algo que me proteja disso seria bastante útil, como sentido aranha ou super velocidade. Mas vou ficar com o sentido aranha. Seria muito útil um poder que me avisasse do perigo iminente, podendo assim relaxar nos demais momentos. Portanto, a Fruta da Aranha. Minha alcunha = Bruno Bandeira, o homem que não dá bandeira. ( a redação inteira está caindo na risada :-D)

Bom Bruno, as batalhas de One Piece são épicas, mas é fato que o ensinamento da obra é maior que essas batalhas, não é? Houve algo da obra que mexeu particularmente com você em sua vida num todo (pergunto independente de sua carreira no youtube).

Eu me lembro que em 2012 estávamos no final do arco Ilha dos Tritões no anime, e na época eu assistia muito o canal King of Lightning. O episódio da semana era o 568, no qual Jinbei transfere seu sangue para salvar a vida de Luffy, mesmo sendo um crime no país. E em 2012, nos meus 18 anos, antes das discussões políticas na internet, ter visto um homem negro trazer essas questões de racismo abordadas no episódio para a vida real, foi algo bastante impactante. A forma como ele narra os acontecimentos também é uma de suas grandes qualidades, portanto isso fez com que o impacto fosse ainda maior.

Imagem cedida por Bruno Brandeira à Boruto Explorer. Todos os direitos reservados.

A sua parceria com os demais youtubers de One Piece tem rendido um conteúdo top e o fandom super acompanha vocês. De quem foi a ideia e como você entrou nessa trupe?

Desde o surgimento dos primeiros canais de One Piece houve tentativas de união entre os canais. Ainda mais que alguns, como o meu e o do Felipe Honório, surgiram a partir de páginas de One Piece no Facebook, páginas essas que me fizeram conhecer pessoas (antigos adms) que tenho contato relativamente próximo até hoje. Ou seja, há tempos que rola uma tendência de aproximação entre o fandom de One Piece, que por mais que nem sempre se concretize, fico feliz que um movimento recente tenha feito com que essa aproximação ficasse ainda maior. Talvez parte disso tenha acontecido de forma espontânea, mas vale destacar que eu sempre admirei o Felipe Silveira (Chapéus de Palha) pelo esforço em tentar reunir as pessoas e ter sempre uma atmosfera muito positiva.

Você fez um guia para quem quer começar a ver One Piece que bombou no youtube, mas assume aí: você acompanha desde o começo de fato ou maratonou, gostou e passou a ver a partir daí?

O primeiro contato que tive com a história foi em 2007, quando ganhei um PlayStation 2, que veio junto de um jogo demo, One Piece Grand Adventures. Depois em 2008 me apaixonei pelo anime, quando foi para a TV aberta, e em 2011, enquanto minha escola estava em greve, tomei a decisão de maratonar os 517 episódios que tinham na época. Foram 2 meses seguidos nessa aventura, que certamente se fosse hoje eu não teria disposição de repetir (risos). Após isso eu passei a consumir tudo que fosse relacionado ao anime, vi os filmes, e poucas semanas depois, decidi ler o mangá (coisa que nunca tinha feito), para saber o que acontecia mais adiante. Estava realmente viciado.

Imagem cedida por Bruno Brandeira à Boruto Explorer. Todos os direitos reservados.

Topa um desafio, Bruno? É de lei que aqui na BE, os entrevistados façam um desafio, e como aqui é um site do filho do Naruto, bora valorizar isso! Conta aí pra gente na Sala do Hokage, até agora vendo Naruto Clássico, qual o melhor momento que viu até agora e qual momento/episódio pra você não foi bacana?

– Obrigada Bruno pela sua participação aqui na Sala do Hokage e por topar a entrevista! Um forte abraço.

Iva Torigoshi, direção de redação e reportagem, redatora. Luiza Tozatto, coordenação de redação e repórter. Victor Pereira, direção de áudio e vídeo.

NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.