REVIEW: KUMOGAKURE NO SATO

Kumogakure no Sato
Kumogakure | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Ainda seguindo as discussões sobre o dia da Consciência Negra (20/11), hoje trarei uma review diferente. Nela não irei me prender a falar apenas de um personagem, irei falar de um povo. A representatividade do povo negro presente na obra criada pelo japonês Masashi Kishimoto.

Sendo eu, uma mulher negra, talvez fique difícil esconder no decorrer de minhas palavras, o entusiasmo e emoção ao escrever o texto de hoje, pois é um assunto que me toca pessoalmente.

Naruto é uma franquia com números de vendas absurdos, com milhares de fãs pelo mundo inteiro e um dos motivos para que seja uma obra tão cativa do público em geral, é a facilidade do leitor/telespectador se identificar com a história e com os personagens.

No contexto das pessoas negras, não é difícil imaginar uma criança se identificando com a história de um protagonista que cresce sendo rejeitado por todos à sua volta, mesmo esse protagonista sendo loiro dos olhos azuis. Mas não é nesse ponto que irei bater hoje.

A mídia até hoje ainda preserva alguns estereótipos racistas, mas em Naruto, Masashi Kishimoto nos trouxe personagens negros bem construídos, com personalidade, sem virar uma caricatura de mau gosto, fazendo uma representação positiva do povo preto. Estou falando sobre os integrantes de Kumogakure no sato (Vila Oculta da Nuvem).

Kumogakure no Sato
Kumogakure | Masashi Kishimoto - Todos os direitos reservados
Símbolo de Kumogakure
Símbolo de Kumogakure | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

KUMOGAKURE

Kumogakure é a vila oculta shinobi do País do Relâmpago, uma das cinco grandes nações ninja. A aldeia se localiza em montanhas altas e fica escondida entre as nuvens. Como ocorre nas outras quatro nações ninjas, Kumogakure também é governada por um Kage (Sombra), no caso, o Raikage (Sombra do Relâmpago).

Apesar de Konohagakure no sato (Vila Oculta da Folha – País do Fogo) ter o destaque por ser o lar do protagonista, Kumogakure não passa apenas como vila secundária.

A aldeia é uma potência econômica e militar dentro da história criada por Kishimoto, conta com seu poderio militar alcançando quatro de cinco estrelas, econômico cinco de cinco estrelas e uma população três de cinco estrelas.¹

Tal potência, faz de Kumogakure uma vila de extrema importância para o desenvolvimento da narrativa da obra, com seu poderio militar, suas participações nas grandes guerras ninjas foram essenciais pra o desenvolvimento de acontecimentos ligados diretamente com a evolução do protagonista.

Portanto vamos destacar, a questão de representatividade, quando uma vila de suma importância, é retratada sendo liderada desde sua fundação, por pessoas negras poderosas. Todos os Raikages de Kumogakure até o momento, são negros.

A (Raikages)
Todos os Raikages de Kumogakure | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Kumogakure, de certo é uma região onde a maioria de sua população é retratada de forma que não permite dúvidas de que é a representação de um povo negro. Diferente de outros personagens caracterizados apenas com a pele “mais escura”, Kishimoto teve o cuidado de desenhar os fenótipos de pessoas negras na população de Kumogakure de forma fiel e respeitosa, sem conter exageros e estereótipos racistas. 

Para não me estender muito nessa review, separei três dos principais personagens da vila, para analisarmos juntos e descobrirmos mais sobre eles.

A (QUARTO RAIKAGE)

Quarto Raikage
A (Quarto Raikage) | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Assim como todos os Raikages anteriores, o Quarto também recebeu a alcunha “A” quando foi escolhido para ser o sucessor de seu pai no posto de lider em Kumogakure.

A é um líder que governa com mãos de ferro, chegando ao extremo de sacrificar seu próprio braço para não perder². Mas tais atitudes não são vazias, visto que A é um personagem com profundidade de sentimentos. Ele protege sua aldeia e se preocupa com todos que vivem nela, como um Kage deve ser. Para proteger todos à sua volta, ele não mede esforços e conhecendo o horror de um mundo em guerra, A não deseja que seus ninjas sejam fracos.

Para fazer dupla à A, um garoto foi escolhido, e assim recebeu o nome B, que futuramente ficou conhecido como Killer B pela fama de suas habilidades. Ambos seguiram como irmãos, e este fato foi internalizado nos sentimentos de A, visto como ele ficou aflito ao saber do desaparecimento de B, quando o mesmo fora supostamente capturado pela Akatsuki, movendo seus melhores ninjas para buscar informações do paradeiro de seu irmão adotivo.

A é convicto de seus ideais, muitas vezes visto como sendo duro demais, porém, ainda assim, é justo e busca manter o que for melhor para todos, custe o que custar.

Não é a toa que ele consegue manter uma potência como Kumogakure prosperando.

KILLER B

Killer B - Jinchūriki
Killer B | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Junte o rap do grupo Wu-Tang Clan, a agilidade do boxeador Muhammad Ali com alguns golpes de artes marciais, que teremos Killer B, o Jinchūriki perfeito.

Killer B é o shinobi, que assim como Naruto, carrega selado em seu corpo, o espírito de uma Bijū (besta de cauda), o Hachibi (Oito-caudas ou Gyūki), porém, diferente do protagonista, B foi capaz de criar um laço de amizade com sua Bijū, fazendo-a com que cooperasse em suas missões para proteger sua vila e seu irmão A.

B carrega o sonho de se tornar um grande rapper e segue criando suas rimas, mesmo com suas obrigações como um Jinchūriki. Como citei no início, encontramos em Killer Bee uma referência ao famoso grupo de hip-hop norte-americano, Wu-Tang Clan, onde seus integrantes eram conhecidos como Wu-Tang Killa Bees.

Além da referência ao grupo de hip-hop, Killer B traz outra importante influência da população negra para sua caracterização, o pugilista, Muhammad Ali. B é ágil em seus golpes, assim como Ali também era reconhecido por sua agilidade quando estava no ringue. Durante sua luta contra Sasuke, B diz o famoso bordão de Ali³:

Wu-Tang Cal | Wu-Tang Killa Bees
Wu-Tang Clan

“I float like a butterfly… and sting like a bee!”

“Eu fluto como uma borboleta… e ferroo como uma abelha”

Ter o cuidado de trazer duas referências importantes, quando o assunto é luta por direitos sociais e igualitários, para um personagem poderoso, com filosofias de vida ética, é o que coloca Killer B como um dos personagens preferidos de muitos fãs.

Como professor de Naruto, B ensinou que para vencer o horror do mundo externo, precisamos vencer e conhecer o horror dentro de nós mesmos, e que por mais que o mundo a nossa volta tente jogar que somos demônios, não devemos nos rebaixar, temos que ter orgulho de quem somos e saber o poder que temos.

Muhammad Ali
Muhammad Ali

DARUI

Darui
Darui | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Darui durante muito tempo foi o braço direito do Quarto Raikage, este quando sacrificou o próprio braço, diz que não precisaria dele, pois ainda tinha Darui por perto. Darui é um homem inteligente, calmo e maduro, contrastando com a personalidade de seu lider.

Darui demonstra ser uma pessoa bastante compreensiva, e está sempre se desculpando pelos atos alheios.4

Dentre tantos outros feitos importantes para o desfecho da Quarta Grande Guerra Ninja, Darui foi responsável por selar Kinkaku e Ginkaku, os Irmãos Ouro e Prata na Benihisago, uma das Ferramentas Valiosas do Sábio dos Seis Caminhos5.

Ainda durante a Guerra, Darui revela ser o único com permissão do antigo Raikage para utilizar jutsus de relâmpago negro. O jutsu que Darui utiliza, Kuro Panther (Pantera Negra), pode ser visto como uma referência direta ao grupo de luta por direitos civis, Panteras Negra, ou ao Pantera Negra dos quadrinhos da Marvel.

Kuro Panther | Black Panther | Pantera Negra
Raiton - Kuropanther | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Futuramente, com a aposentadoria do Quarto Raikage, Darui se torna o Quinto Raikage, e segue tendo o seu nome já conhecido, sem ter recebido o apelido A como seus antecessores.

Darui
Darui | Masashi Kishimoto, todos os direitos reservados

Com esses três personagens, encontramos muitas representações negras positivas na obra criada por Kishimoto, que está repleta de muitos outros exemplos, (mas isso pode ficar para uma outra review, quem sabe?).

O poder e ensinamentos transmitidos por eles, podem inspirar e ajudar crianças negras mundo a fora a entender que a cor de sua pele, não é um erro, é um poder! A representação positiva de pessoas negras na mídia só tem a agregar diante de uma sociedade que ainda diminui e segrega as pessoas por conta de sua pele. Esse também é o lembrete do Dia Consciência Negra. A luta é diária, mas não desistimos nunca (o Naruto não desistiria, rs)

Suka Magno, redação

Bia Tennant, revisão

NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.