Análise do episódio 218 de Boruto

Preparados para o momento final entre Naruto e Kurama?!

“Era uma vez, o espírito de uma raposa de Nove caudas…O garoto tinha essa raposa selada dentro dele, e ambos passaram muito tempo juntos. O garoto com o espírito da raposa selada dentro dele era filho do Yondaime Hokage. Agora ele é chamado de Nanadaime Hokage…” Naruto – capítulo 700

Eis que vamos iniciar a análise do episódio 218 de Boruto, que, sem sombras de dúvidas, foi um dos melhores dentro da franquia O fim da jornada entre Naruto e Kurama ocorreu de uma forma original e especial pela equipe de produção que foi capaz de dar um desfecho digno para “Kurama”, pelo peso que esses dois personagens carregaram ao longo desses 22 anos da série Naruto/Boruto. 

O garoto solitário conseguiu superar o trauma chamado Isshiki Ootsutsuki, com a técnica especial de Naruto Uzumaki, Kage Bunshin no Jutsu. Vale lembrar que no capítulo 29 do mangá de Boruto, o mesmo havia perguntado qual era a técnica especial do Hokage e também a sua versatilidade tanto em batalha como também pessoalmente no cotidiano. O jutsu que foi categorizado como sendo de alguém solitário virou a sua maior admiração pelo ídolo que ele tenta tanto proteger a todo o custo, não importa o que aconteça.

Boruto: Naruto Next Generations/ Todos os direitos reservados

E aquele que foi retirado do fundo do poço chamado “Inferno”, finalmente ganhou uma nova razão para viver e continuar a prosseguir o seu caminho (sendo um Shinobi ou não), para o próprio foi uma sensação de liberdade e superação – partindo do ponto de vista de toda a dor, humilhação, desespero e traumas que o próprio carregou consigo durante todo esse tempo por ser o Receptáculo do líder da Organização Kara.

Boruto: Naruto Next Generations/ Todos os direitos reservados

Entretanto, a crise daquele confronto ainda não havia chegado ao fim, e, misteriosamente, Momoshiki Ootsutsuki surgiu de repente obliterando o Rinnegan de Sasuke Uchiha – que não teve nem a possibilidade de se defender daquele ataque instantâneo, dando sinal que o Doujutsu Rinnegan havia sido destruído para sempre, ou seja, as investigações dimensionais de Sasuke e suas técnicas outrora conquistadas através de seu Rinnegan como por exemplo o Amenotejikara, nunca mais seriam utilizadas novamente dentro da franquia Boruto.

Boruto: Naruto Next Generation/ Todos os direitos reservados

E a título de curiosidade, mesmo que Momoshiki esteja em um estado temporário de inconsciência dentro de Boruto, ele parecia estar ciente de toda a situação envolvendo o seu sacrifício, que virou-se contra Kawaki nesse momento que seria usado como um meio para garantir o fruto da “Árvore Divina”, justamente por suas células terem sofrido modificações através do Karma de Isshiki Ootsutsuki, o tornando um Ootsutsuki.

E tivemos a saudosa e nostálgica batalha entre Mestre vs Discípulo – Sasuke vs Boruto transformado em Momoshiki -, que, para todo mentor, é uma situação dolorosa de ser necessária a utilização da própria “força” para impedir que as consequências fossem ainda mais graves. A promessa que ele jurou cumprir para Boruto não seria quebrada em hipótese alguma mas ao mesmo tempo – um mestre sempre buscaria formas de salvar o seu discípulo independente da situação. 

A fraqueza do Karma de Momoshiki foi descoberta durante a batalha e os golpes que eram lançados por Sasuke Uchiha, que notou que Momoshiki não estava querendo absorver os jutsus por algum motivo desconhecido, porém, foi ficando claro que aquela hesitação era para que o Chakra de Boruto fosse reabastecido novamente – já que o selo Ootsutsuki tem  o intuito de fornecer energia ao usuário caso o mesmo absorva a técnica de algum inimigo em batalha. 

Parece que o próprio Momoshiki guarda um certo rancor sobre algumas técnicas Shinobi que foram usadas contra o próprio – e ele ainda conseguiu usar o “Kieru Rasengan” mesmo sabendo que a potência do jutsu é extremamente irrelevante mas que poderia causar alguns ferimentos dolorosos.  

Contudo, Momoshiki foi obrigado a utilizar o “Karma” para evitar que o corpo de Kawaki fosse incinerado, devido ao próprio utilizar uma técnica do Estilo Fogo. Com isso, foi possível recobrar a consciência de Boruto que estava dormindo devido ao seu chakra ter sido recuperado naquele instante. Ver a face do desespero e esperança discutindo entre si pela disputa do controle foi algo de arrepiar cada fibra do corpo do telespectador e isso também mostrou a determinação de Boruto em recuperar seu corpo ao normal. 

Boruto: Naruto Next Generations/ Todos os direitos reservados

Por fim, a última conversa entre Naruto e Kurama ocorreu no plano inconsciente, onde ambos relembraram grandes momentos vivenciados durante o decorrer da história do antigo protagonista – e que para Naruto,  Kurama era alguém bastante especial para ele, como uma família, irmão e amigo que o salvou incontáveis vezes diante de adversários formidáveis no passado. A Besta de Cauda que nunca havia sido chamada pelo nome e que carregava uma massa de ódio sem fim acabou sendo salva pelo garoto que sonhava em ser Hokage e que sempre estaria disposto a ajudar todos os seus amigos. 

A trilha sonora ambientada para este momento final deu um sentido bastante profundo e nostálgico para esses dois personagens. Era a última vez que Naruto veria Kurama – que usou a sua própria vida para permitir que o herói utilizasse a sua força, aquela que foi nomeada pelo próprio Rikudou Sennin no passado como Kurama, possuidora de um dos mais poderosos chakras entre as Bestas de Caudas.  

A Raposa de Nove Caudas se dispersou entre uma névoa para todo o sempre! Esta é a última vez, Naruto, adeus, viva bem, e não venha tão rápido para esse lado, meu amigo!

NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.