Análise do episódio 173 de Boruto

O episódio deste fim de semana foi marcado por muitos extremos, desde a vontade de se juntar com o time por Mitsuki ao estouro da descoberta dos planos de Victor em seu instituto.

Para início de conversa, no episódio 173, vimos que Boruto e Sarada concluíram seus treinamentos e partiram para o País dos Vales, onde fica localizada a empresa de Victor. Quando adentraram à vila, refletiram sobre vários acontecimentos, dentre eles o ataque de Anato e a descoberta da manipulação das células de Hashirama em seres humanos, os dando efeitos colaterais, ocasionando um estado de zumbis.

Enquanto isso, Mitsuki desperta no laboratório de Orochimaru e passa por exames, para verificar se está em boas condições de regeneração para que possa voltar a ativa. Ao ouvir a conversa de Suigetsu e Orochimaru, nosso amado Mitsuki se vê motivado a querer encontrar seus amigos e se juntar à batalha.

 

 

Outro ponto interessante foi a relação diplomática entre Victor (membro da Kara) e o Daimyo do País dos Vales, que tinham uma parceria em relação a pesquisa baseada nas células de Hashirama – o lorde feudal entrava com o dinheiro para financiar as pesquisas mas também resguardando a segurança e o sigilo da empresa que não poderia ser inspecionada por outras nações ao menos que houvesse uma permissão do próprio.

 

No entanto, a abordagem relacionada aos materiais tecnológicos da empresa de Victor e a impressão do lorde feudal tem interpretações distintas do ponto de vista de cada um deles. Por um lado, temos a apresentação da tecnologia com utensílios que podem eliminar bactérias e outros organismos do corpo do visitante.

Contudo, isso causa um estranhamento por parte do senhor feudal, que vive em um ambiente mais rústico sem tantas inovações, o que acaba criando um paralelo entre costumes antigos e a modernidade do novo mundo shinobi.

No País dos Vales, Boruto e Sarada se encontram com Mia, a esposa de Anato, e se compadecem da aflição e tristeza da moça. Movido pela vontade de fazer jus à bondade, Boruto revela a Mia o que houve com seu marido e a deixa transtornada, sendo contrariado por Sarada que queria evitar tal conversa. O jovem Uzumaki entrega a aliança para Mia e ela corre rumo ao instituto, mas pára bruscamente ao sentir tremores de terra e pequenas explosões.

 

 

Além disso, vale ressaltar a habilidade regenerativa de Victor que é um aspecto que será bastante abordado nos próximos episódios, e com isso, temos a oportunidade de ver o personagem tendo um desenvolvimento dentro da obra de Boruto – gerando comentários positivos em relação ao elegante ancião da Kara.

A grande revelação do episódio foi que Victor estava desenvolvendo no subsolo da empresa; uma réplica da Shinjyu (Árvore Divina) que é um objeto bastante conhecido na franquia de Naruto com ligações ao clã Ootsutsuki – o que acaba criando uma conexão entre os elementos do mangá e a complementação do anime que busca interligar ambas as mídias de uma forma coerente e objetiva.

 

O que será que nos aguarda no  próximo episódio? Vejamos na prévia do episódio 174 O renascimento da Shinjyu”:

E ai? Curtiu nossa análise? Vem teorizar com a gente no nosso Fórum Explorer. Até a próxima!!!

NOTA DO AUTOR(A)

As informações contidas nesta postagem são apenas para fins de informação geral. As informações são fornecidas pela Boruto Explorer e enquanto nos esforçamos para manter as informações atualizadas e corretas, não fazemos representações ou garantias de qualquer tipo, expressas ou implícitas, sobre a integridade, precisão, confiabilidade, adequação ou disponibilidade de a fins.